R. Antônio de Barros, 2391 - São Paulo/SP
(11) 2925-5653
pesadelo criança

COMO AJUDAR AS CRIANÇAS QUE TÊM PESADELO?

Oi, gente!

Muitas vezes o sono das crianças é interrompido por um pesadelo. Algumas acordam chorando, outras gritando ou tem aquelas que acordam em silêncio e vão para o quarto dos pais para dormir na pontinha da cama deles. Pode ser um grande susto para a criança e também para os pais, mas como podemos ajudar os pequenos que passam por um pesadelo?

Os símbolos que aparecem nos sonhos podem nos ajudar a entender o que se passa na cabeça das crianças. Apesar de não serem mensagens evidentes, elas contam um pouco de como a criança percebe sua vida naquele momento. Os sonhos aparecerem para ajuda-las a digerir o que vivem, seja algo bom ou algum desafio que estão passando.

As crianças de até 3 anos tem maior dificuldade para diferenciar o que é fantasia e realidade, por isso, muitas vezes elas acordam de um sonho como se ele estivesse acontecendo ainda. O que vai determinar se a criança terá um sonho ou um pesadelo serão as experiências que acontecem no seu dia a dia.

Durante o sono, todos os pensamentos que foram armazenados das experiências de frustração, tristeza, raiva, medo e sensações desconfortáveis podem se transformar em pesadelo, bruxas, monstros e bichos perigosos. A criatividade e imaginação na infância é bastante estimulada com a descoberta de brinquedos, livros e filmes, o que também contribui para os pesadelos acontecerem.

É difícil evitarmos os pesadelos, mas podemos cuidar para que as noites de sono dos pequenos sejam menos turbulentas. Podemos criar uma rotina que facilite a chegada do sono. Tomar um banho relaxante, reduzir o ritmo das atividades da família, desligar televisão, computador, tablet, vídeo game e diminuir a intensidade das luzes da casa são atitudes que contribuem para um sono mais tranqüilo. Colocar a criança para dormir com um bichinho de pelúcia ou um paninho que ela goste também pode ajudar a diminuir a tensão quando acorda do pesadelo. A repetição desse ritual faz com que a criança se sinta mais segura, pois sabe qual o próximo momento ela viverá, diminuindo seu medo e ansiedade.

Quando a criança acorda assustada, com medo, podemos ajudá-la tranqüilizando com carinho e acolhimento. Um abraço e o interesse sobre o que ela sonhou costumam funcionar. Enquanto sente nosso toque e ela fala, isso a coloca em contato com a nossa presença, com a realidade e acalma seu coração. Podemos dizer que foi um sonho, que não aconteceu na verdade, que o sonho está na cabeça dela.

É importante cuidarmos das promessas ou de tentativas para convencê-la de que não vai ter pesadelo novamente, porque é bem possível que aconteça e quando acontecer, isso pode impactar na confiança que ela tem em nós.

Os sonhos são atividades mentais importantes para o desenvolvimento emocional e cognitivo das crianças. Então, podemos estimular os pequenos para contarem ou desenharem o que aconteceu com eles enquanto dormiam. Ao conseguirem lembrar e falar sobre isso, estão aprendendo que o sonho é uma coisa que acontece na sua cabeça de acordo com aquilo que pensa e sente, é mais uma forma das suas emoções aparecerem e serem cuidadas por nós para que os sonhos sejam melhores.

Com amor,

Ana Flávia Fernandes

18 de novembro de 2015
||||

Posts Relacionados

Deixe uma resposta