R. Antônio de Barros, 2391 - São Paulo/SP
(11) 2925-5653
gemeos

IRMÃOS GEMEOS

Os filhos gêmeos chegam ao mesmo tempo, compartilham do mesmo espaço físico na barriga da mãe e é comum que sejam vistos como um ser único em muitos momentos da vida. Geralmente, a mãe localiza e identifica cada um dos gêmeos pela posição que ocupam no útero. Perceber as diferenças entre os filhos desde a gestação pode ser algo positivo que facilita o estabelecimento da individualidade de cada filho, porém, pode ser negativo quando aparecem as comparações que rotulam as crianças.

Os irmãos gêmeos tem uma semelhança física e isso acaba sendo o motivo das comparações na família, na escola e contexto social que vivem. Então, as tentativas de diferenciar as crianças acabam sendo através do comportamento e personalidade delas “Esse é mais tranqüilo o outro é mais agitado”.

Essas comparações, quando as crianças ainda estão em processo de formação, geram nomes, rótulos e faz com que elas se questionem se são aquilo mesmo, porque um adulto está dizendo algo sobre elas, então pode ser verdade. Elas compram essa idéia que gera um comportamento confirmando o rotulo que demos e assim iniciamos um ciclo vicioso em que limitamos a capacidade das crianças em desenvolver outras características e se perceberem como realmente são.

Cada membro da família ocupa um papel dentro dela e é importante estarmos atentos a isso para preservar essa identidade no dia a dia.

Como qualquer outra relação de irmandade é natural que existam atritos e competições e entre as crianças gêmeas, isso pode ser ainda mais forte, pois são tão parecidos que podem agir de uma maneira inadequada para serem percebidos como únicos.

Uma das coisas mais comuns entre irmãos gêmeos, é vê-los vestidos com roupas iguais. É muito bonitinho de ver, mas mesmo quando são pequenos, pode prejudicar a formação da personalidade de cada um. Ao usarem roupas iguais, os pequenos ficam confusos sobre sua identidade e dificulta o processo de se diferenciar do irmão e das outras pessoas.

Com os brinquedos e objetos pessoais isso também pode acontecer. Não é porque são gêmeos que irão gostar das mesma brincadeiras e das mesmas coisas sempre. É importante que cada um tenha o seu, pois se tudo for dos dois, confunde ainda mais a compreensão de que são pessoas diferentes.

Cada criança tem seu nome e essa é uma forma de se perceberem diferentes e exercerem sua própria identidade, então precisamos cuidar para que sejam chamados pelo nome e não como “os gêmeos”.

Esse processo de diferenciação é importantes para nos percebemos como únicos, mesmo tendo características semelhantes, o que contribui para o desenvolvimento da autoestima e da confiança em ser o que se é, com suas qualidades, defeitos, vontades e desejos.

Com amor,

Ana Flávia Fernandes

Posts Relacionados

Deixe uma resposta