R. Antônio de Barros, 2391 - São Paulo/SP
(11) 2925-5653
mentira-na-infancia

SAIBA COMO LIDAR COM AS MENTIRAS CONTADAS PELAS CRIANÇAS

Dentro do processo de desenvolvimento das crianças podemos nos deparar com a mentira, um comportamento que se não for cuidado pode se transformar em uma patologia conhecida como mitomania que é a compulsão por mentir.

Experiências de vida, padrão de relacionamento parental, genética e interações sociais são fatores que podem gerar o hábito de mentir. A maioria das crianças vai mentir por medo, baixa auto-estima, necessidade de atenção ou valorização e na tentativa de se proteger de situações constrangedoras.

Por conta da imaturidade neurológica, as crianças tem dificuldade para identificar o que é verdade e o que é fantasia. Então, a partir do momento em que começam a falar, geralmente a partir dos 2 anos, já é possível que a mentira apareça. Lidar com críticas e frustrações também é um grande desafio para elas, que podem mentir para preservar sua auto imagem.

A mentira vai assumir um caráter patológico quando ainda na infância percebemos que a criança responde com uma mentira para qualquer pergunta, por mais simples que seja. Quando as pessoas acreditam em suas histórias, isso gera um sentimento de ser aceita e interessante para os outros e ela passa a contar histórias cada vez mais incríveis. À medida que a criança mente e não vivencia nenhuma conseqüência negativa associada à sua mentira, ela entende que sua mentira é verdade, isso gera uma satisfação e contribui para que ela continue repetindo esse mesmo comportamento.

Ao percebermos que a criança está contando algo que não corresponde com a realidade é importante entendermos o que a faz pensar daquele jeito, ajudá-la a reconhecer os prejuízos que a mentira pode trazer para ela e para os outros, como por exemplo diminuir a confiança, as pessoas se afastarem, ser excluída dos grupos e ter problemas com a lei. Assim, ajudamos na construção de novas formas de se relacionar com as pessoas, sem a necessidade de mentir para suprir aquilo que a criança acredita que falta em sua vida.

Durante minha participação no programa Domingo Espetacular da TV Record, eu falo mais sobre esse tema.

Com amor,

Ana Flávia Fernandes

31 de maio de 2017
||||

Posts Relacionados

Deixe uma resposta