R. Antônio de Barros, 2391 - São Paulo/SP
(11) 2925-5653
mudança escola

O APRENDIZADO EM MUDAR DE ESCOLA

O finalzinho do ano é um momento em que muitas famílias começam a se preparar para a mudança de escola. Essa transição de realidade vem acompanhada por uma ansiedade e um certo desconforto que geralmente acontecem quando vamos viver algo novo.

O desconhecido gera, não só nas crianças, mas também nos pais diversas reações que podem dificultar a adaptação do filho à nova vida escolar. Por isso, é tão importante cuidarmos de alguns aspectos desse processo para tirar o máximo de aprendizado dessa experiência de mudança.

É natural que em um novo ambiente a criança sinta um medo inicial de se abrir e se mostrar como é. Essa é uma dificuldade que muitos de nós temos em um lugar desconhecido.

O nosso desafio é auxiliar as crianças a se conscientizarem disso e incentivar o movimento de se abrir e se entregar ao novo.

A mudança de escola é um momento para fazer novas amizades, conhecer uma outra realidade, se esforçar de uma outra maneira e viver o aprendizado de fazer diferente para ter outros resultados que também sejam bons para os pequenos.

Uma das coisas que ajuda muito é a criança participar da escolha e acompanhar essa seleção criteriosa que os pais fazem para eleger a melhor escola para os filhos. Assim, ela começa a se familiarizar com a mudança que vai acontecer, com o novo cenário escolar, com as novas professoras e novos vínculos que serão estabelecidos ali.

Nessa nova jornada é essencial fazer uma boa parceria com a escola e com os professores. Essa conexão acalma o coração dos pais e tranqüiliza as crianças, que sentem que têm um grande apoio dentro e fora da escola com todo seu processo de aprendizado social, emocional e intelectual.

Muitas famílias recebem a ajuda das escolas nesse estágio inicial de adaptação dos pequenos. Os professores contribuem para a construção da amizade entre as crianças e o que antes era desconhecido naquela classe, se torna conhecido rapidamente. Aos poucos as crianças vão se sentindo a vontade, se expondo mais, brincando mais e aprendendo cada vez mais umas com as outras.

Os pais também podem auxiliar conversando com o filho sobre a importância da amizade e dele também procurar pelos amigos. Pedir para participar das brincadeiras com as outras crianças da escola, sugerir brincadeiras que goste e se esforçar para brincar de coisas que ele não gosta tanto, fazem parte dessa relação de troca entre amigos.

Ao perceber que seu filho está comentando bastante sobre um mesmo nome da turma da escola, conversem sobre a possibilidade de convidar os amigos para uma tarde/manhã na sua casa. Entre em contato com os pais dessas crianças e convide-os também para se conhecerem e poderem fortalecer essa nova parceria entre os seus filhos. Quem sabe não surge uma grande amizade entre vocês?

Há situações que os pequenos sentem falta dos amigos da antiga escola e nessas situações é importante auxiliarmos no processo de manter essas relações o menos distante possível, seja estimulando um contato telefônico ou um reencontro entre eles.

Essas são algumas posturas que ensinam as crianças a compreensão de como é possível viver as mudanças da vida, de se adaptar ao novo, iniciar um novo ciclo de vida com as pessoas que temos interesse em nos relacionar de um lugar de amor, respeito e muita vontade de aprender um com o outro.

Com amor,

Ana Flávia Fernandes

Posts Relacionados

Deixe uma resposta