R. Antônio de Barros, 2391 - São Paulo/SP
(11) 2925-5653
orgulho

O ORGULHO ROUBANDO A FELICIDADE DA FAMÍLIA

O orgulho é um dos maiores entraves psicológicos que conheço para destruir qualquer relação. É comum ver o orgulho como o responsável pela maior parte das brigas familiares.

O orgulho se manifesta de modo diferente em cada uma das áreas de nossa vida.

Na família, cada membro mostra-se preso numa imagem ideal de si mesmo. Tem aquele que acha que é o mais correto por ser mais experiente, outro que acredita ser o mais carinhoso por dar amor e não pedir nada em troca e outro que é o mais bonito. Entre tantas outras variações, cada uma revela o sentimento de ser a pessoa mais especial de todas as outras.

Dessa forma cada um cria uma falsa identidade de si mesmo (valorização) e do outro (desvalorização) causando conflito de poder, impedindo a fluidez de opiniões e bloqueando que as pessoas se relacionem para além da própria verdade criada por sua identidade orgulhosa.

A pessoa orgulhosa foge de questionamentos, da aproximação, da ambiguidade, da solidão e de qualquer situação que não esteja no seu controle. E como nada está dentro do nosso controle, o orgulho é perito em criar situações de aparente controle e segurança.

Essa fixação psicológica na vivência exagerada e distorcida da própria identidade, diante de si e dos outros, acaba se tornando um grande ladrão de felicidade.

O orgulho pode aparecer de forma tão sutil que sequer percebemos sua manifestação em várias ocasiões corroendo nossos momentos felizes.

Dias atrás me peguei numa briga de orgulho com o meu pai. Ele dizia que quando eu estacionasse o carro, tinha que deixá-lo com o freio de mão puxado e com a marcha engatada. Eu acreditava que era bobeira se prevenir duas vezes para o carro ficar parado. Quando me dei conta de que estava me fechando para novas possibilidades e interação com ele, decidi parar de falar e apenas ouvi-lo. Tive uma sensação tão boa em conseguir olhar para tudo como verdadeiramente é, nem mais e nem menos, que o meu dia seguiu tranquilo.

São muitas as formas que o orgulho assume no nosso dia a dia, todas elas com o objetivo de exercer o poder sobre os outros, mesmo que inconsciente. Agora que você já tem a consciência do que é o orgulho e o que ele faz, então a escolha é sua de como vai lidar com ele.

Com amor,

Ana Flávia Fernandes

20 de maio de 2013
|||

Posts Relacionados

Deixe uma resposta