R. Antônio de Barros, 2391 - São Paulo/SP
(11) 2925-5653
audicao

SOBRE O DESENVOLVIMENTO AUDITIVO NA INFÂNCIA

Hoje vamos falar sobre a importância de estarmos atentos para o desenvolvimento auditivo das crianças.

Os ouvidos, além de propiciar ao indivíduo a audição, têm a função de manter o equilíbrio. A audição é um dos sentidos mais importantes que capacitam o indivíduo a interagir com o mundo que o cerca.

Conforme já comentamos aqui, a capacidade de ouvir vem desde quando o bebê ainda está na barriga de sua mãe.

Para cuidarmos da saúde auditiva de nossos filhos, é fundamental que fiquemos atentos para os comportamentos deles.

Se observarmos os comportamentos dos bebês e/ou das crianças, perceberemos que, desde muito pequenos, eles prestam atenção às vozes, principalmente as mais agudas, respondem a sons conhecidos (fala dos pais, músicas colocadas com frequência) e, muitas vezes, também se assustam com barulhos fortes e repentinos. Além disso, muitos se acalmam quando ouvem a voz da mãe. Já para as crianças mais velhas, é importante notarmos se elas respondem aos chamados/barulhos distantes, se ouvem televisão em volume muito alto, se estão com alguma dificuldade na fala e/ou no desempenho escolar.

Sabendo da importância de tal cuidado, citarei aqui, brevemente, algumas informações fundamentais sobre as etapas do desenvolvimento auditivo normal para que vocês possam, cada vez mais, ficar atentos para essas questões. Este processo acontece da seguinte maneira:

– Recém-nascido: Acorda e se assusta ao ouvir um som;

– 0 a 3 meses: Presta atenção nos sons, procura com os olhos;

– 3 a 4 meses: Começa a virar a cabeça em direção ao som;

– 4 a 7 meses: Localiza o som virando a cabeça para os lados;

– 7 a 9 meses: Localiza o som indiretamente abaixo, ou seja, primeiro vira a cabeça para o lado para depois abaixar a cabeça em direção ao som;

– 9 a 13 meses: Localiza o som para o lado e abaixo, e indiretamente acima, ou seja, primeiro vira a cabeça para o lado para depois levantar a cabeça para cima em direção ao som;

– Até 18 meses: Localiza o som para os lados, abaixo e acima;

– Até 24 meses: Localiza o som em qualquer direção.

Uma dica que não poderia deixar de faltar (e que talvez muitos de vocês já tenham conhecimento) é que o primeiro cuidado com a audição de seu filho está relacionado com a realização do teste da orelhinha, feito logo após o nascimento do bebê. Este exame é feito no berçário, com o bebê dormindo, de preferência nas primeiras 48 horas de vida. Não tem contraindicação e não causa dor. Vale ressaltar que este teste é obrigatório, ou seja, todos os bebês que nascem no Brasil devem realizar este exame.

Estar atento à audição de seu filho é uma das maneiras que temos de lhe proporcionar uma boa qualidade de vida, tão desejada por todos vocês!

Até a próxima!

Flávia Cardoso,

Fonoaudióloga, mestre e especialista em linguagem pela PUC/SP.

Email para contato:[email protected]

16 de abril de 2015

Deixe uma resposta