R. Antônio de Barros, 2391 - São Paulo/SP
(11) 2925-5653
xixi na cama

SOCORRO: MEU FILHO FAZ XIXI NA CAMA

Comumente recebo pedido de ajuda de mães com dificuldade em relação ao famoso xixi na cama dos filhos. Existem diversos motivos que dificultam o controle da micção que podem ser de causas físicas, hereditárias, alterações anatômicas, neurológicas ou psicológicas.

No inicio do desenvolvimento psíquico da criança, não ha uma descriminação e delimitação clara entre o que é ela e o que é o mundo que a cerca. A criança imagina que ela e a mãe sejam a mesma pessoa. Essa diferenciação vai sendo construída ao longo dos primeiros anos de vida.

Ao final deste período, a criança passa a ter mais contato com a realidade, o que vai sustentar a noção de que existe algo fora e além dela.

Em todas as suas atividades psíquicas haverá um tom especial de ”meu”, daquilo que é realizado e vivido por ela mesma. Isso pressupõe a identificação de que seu corpo pode ser dissociado ao da mãe, do pai, do irmão e de todas as outras coisas.

A consciência que terá de si torna-se extensivo ao corpo em um entrelaçar psíquico e somático.

O controle da urina geralmente inicia-se por volta dos 2 anos de idade, quando a criança tem essa consciência de si, conseguindo identificar a sensação de bexiga cheia e demonstrar que quer fazer xixi.

Intimamente, este momento compreende o desenvolvimento do seu prazer, que pode tanto concentrar-se no ato de reter seus sentimentos, pensamentos e atitudes, como expeli-los abruptamente.

Nosso corpo é um dos principais palcos de nossas vidas. É o lugar de prazer, desejo, medo, dor e preocupações. Por isso, criamos nossa imagem corporal baseada em nossas experiências afetivas.

Mudança de rotina, troca de escola e a gravidez da mãe, podem ser disparadores emocionais da criança. Então, se ela tiver dificuldade em expressar aquilo que pensa, sente e faz, o xixi pode ser uma forma dela comunicar isso tudo.

Até os 5 anos de idade é natural que a criança não tenha total controle de seus esfíncteres. No entanto, se não for encarada com tranqüilidade, a dificuldade em controlar a micção pode prejudicar o desenvolvimento da autoestima da criança. Ela começa a evitar situações sociais como dormir na casa do amiguinho ou viajar com a escola para não passar por constrangimento, o que pode gerar isolamento e tristeza.

Um bom caminho é explicar que ninguém vai deixar de gostar dela por que ainda não sabe o momento certo de ir até o banheiro fazer xixi.

Assim como em diversos outros aspectos, o aprendizado sobre si mesmo acontecerá aos poucos. Para aprender a criança precisa conhecer o mundo experimentando, fazendo e testando.

Temos muitos motivos para incentivarmos a comunicação daquilo que a criança vive em seu mundo interno e externo. Quanto mais consciência ela tiver daquilo que é, maiores serão os benefícios da qualidade de vida para todos.

Com amor,

Ana Flávia Fernandes

Posts Relacionados

1 comentário

[…] Controlar a bexiga e intestino é um grande desafio para as crianças desta idade e exige a compreensão e dedicação dos cuidadores. Um bom caminho para esse treino é perguntar freqüentemente para a criança se ela está com vontade de ir ao banheiro. Quando a criança conseguir fazer suas necessidade básicas no sanitário, isso merece uma espontânea e verdadeira gratificação para que ela se sinta reconhecida e capaz de repetir essa ação. Caso a criança não consiga chegar até o banheiro, evite reprimi-la e diga que esse é um processo natural do desenvolvimento dela. Veja mais Aqui. […]

Deixe uma resposta